19 de março de 2011

Destino

Estava perdida em um buraco muito profundo e escuro,sem saber como sair permaneci lá por muito  tempo. Havia dias que pareciam que 24 horas não passavam de modo algum, era do tipo, uma eternidade. Me encontrei jogada,nas frias madrugadas, quando tudo adormecia eu lá ficava, lá estava, com os olhos abertos com o coração pedindo com emoção que entrasse alguém de verdade na minha vida e me tirasse daquele lugar,daquele modo viver. Não sabia por onde começar,na verdade, não tinha ideia de como eu saberia se aquele alguém  chegasse, imaginei mas de nada adiantou.
Se tornara claro o que era escuro, quando o sol nasceu naquela manhã, bagunçou tudo o que eu tinha na cabeça, pensamentos destruidos, vontades mudadas... E então, a luz do fim do túnel (buraco)...
Você renasce várias vezes em uma única vida,não tenha medo de se tornar uma pessoa melhor, não espere a vida passar pra ver o que perdeu, não fique na dúvida em arriscar, uma dúvida pode lhe fazer desistir quem sabe do seu dito cujo "futuro". Me sinto resnacida, um outro alguém, os meus pecados servirão de forma de aprendizado, foi como um diluvio de amor me fez crer que aquela chuva forte passaria depois de tanto tempo. A tantas coisas boas pra se aproveitar,tantas pessoas boas,não enchergamos isso por sermos de fato grandes cegos, por ter medo de dá uma oportunidade a si mesmo,abrir meu coração e me livrei da margura que estava trancada a sete chaves, tinha pensado que eu era aquilo que eu estava sendo, levantei a cabeça e segurei nas mãos provisorias dele (coragem,confiança). Depois vi que tudo aquilo que estava acontecendo era quase tão perfeito como eu fazia, mas havia sentimentos e verdades, que se tornavam completamente a diferença de tudo pelo menos eu acredito que seja assim. O que eu fazia muitas vezes por um sinico jogo,por brincadeira se tornava algo prazeroso mas sempre acabava do mesmo jeito em "tristeza", eu pouco importava-me se alguém sentia algo pelo o que eu fazia,importava-me comigo apenas, eu não era de acreditar neles, muito menos no que diziam sentir. Era feio, dava nojo, mas eu não sentia,não via isso, era tudo ótimo pra mim, até que um dia alguém chegou e disse que eu não poderia continuar fazendo aquilo que eles eram "pessoas com sentimentos iguais a mim", apesar da diferença entre o meu coração está fechado. Por tempos continuei fazendo o mesmo, até que um dia meu coração incendiou-se com aquele fogo que queimava ardentemente, eu estava apaixonada.
Ele me fez acreditar em mim,ganhei vida,pude finalmente dizer que eu sou  digna merecedora de outro alguém, ele não tinha um significado qualquer, ele significava mas do que qualquer palavra, ele era além do que qualquer cabeça podia compreender, ele era o que eu não esperava, eu senti com ele o que eu não tinha me permitido sentir mas foi tão forte que pra se amar não se pede permissão,apenas se ama. Então aquele buraco que estava em mim por fim se cicatrizou.
De uma hora pra outra começou a chover aquelas gotas que escorriam na janela eram todas as lagrimas de felicidade que meu coraçao derramava. 
Engraçado esse ônibus tem vários destinos,o meu está traçado nele. Era uma tentativa em vão tentar tirar aquele pensamento da cabeça o que se está no coraçao não se esquece facil.
Por tanto que eu esperei, o quanto eu quis saber como era vendo com meus proprios olhos ao vivo, quanta vontade eu tive, toda aquela espera estava por acabar. Enfim, não consigo me ver frente a frente,mas levantei-me e desci.     

Um comentário:

rosy disse...

Bom, meio dificil dá titulos a sentimentos alheios, mas vou arriscar alguns:
RENASCI...
ALÉM DO QUE SE VÊ
CICATRIZ
DESTINOS...

ESPERE QUE ALGUM POSSA SER APROVEITADO.
BJOS E BOA SORTE!!!!!!!